A atualidade marca um momento histórico para todo o mundo digital, e através do recém publicado relatório digital global para 2017, elaborado por We Are Social e Hootsuite, é revelado que agora mais da metade da população mundial utiliza a internet.

Esses achados possuem implicações animadoras para os negócios, governos e sociedade em geral, mas também são um testamento da velocidade com a qual a conectividade digital está mudando a vida das pessoas através do mundo.

Fazem apenas 25 anos desde que Tim Berners-Lee tornou o ‘World Wide Web‘ disponível para o público, mas naquele tempo, já havia se tornado parte integrante do cotidiano de grande parte da população mundial.

Não é a apenas a internet que está crescendo rápido, vários outros marcos importantes foram identificados e fazem parte do relatório Digital Global, incluindo:

  • Mais da metade do mundo agora usa um smartphone;
  • Quase dois terços da população mundial agora tem um celular;
  • Mais da metade do tráfego da web mundial agora vem de telefones celulares;
  • Mais da metade de todas as conexões móveis em todo o mundo agora são “banda larga”;
  • Mais de um em cada cinco pessoas da população mundial fez compras on-line nos últimos 30 dias.

Visão Global

O mundo digital experimentou um crescimento espetacular em 2016, com o ritmo de mudança acelerando em quase todos os principais indicadores, em relação a 2015.

Os números da imagem são:

  • 3,77 bilhões de usuários globais de internet em 2017, com 50% de penetração;
  • 2,80 bilhões de usuários globais de mídia social em 2017, equivalente a 37% de penetração;
  • 4,92 bilhões de usuários móveis globais em 2017, equivalente a 66% de penetração;
  • 2,56 bilhões de usuários globais de mídia social móvel em 2017, equivalente a 34% de penetração;
  • 1,61 bilhões de usuários globais de e-commerce em 2017, com 22% de penetração;

O ritmo da mudança foi uma história fundamental no relatório do ano passado também, mas considerando que a penetração global da internet já ultrapassou 50%, é surpreendente com o quanto a taxa de mudança continuou a subir nos últimos 12 meses:

  • Os usuários de Internet cresceram 10% em 2016, um aumento de 354 milhões em relação a 2015;
  • Os usuários de mídia social ativos aumentaram 21%, um aumento de 482 milhões em relação a 2015;
  • Os usuários móveis únicos cresceram 5%, um aumento de 222 milhões nos últimos 12 meses;
  • Os usuários de mídia social móvel cresceram 30%, um aumento de 581 milhões em 2016.

Os usuários de Internet cresceram ligeiramente mais do que em 2015, enquanto as mídias sociais e os usuários de mídia social móvel subiram mais que o dobro do número de novos usuários que foram relatados no ano passado. A taxa de crescimento de usuários móveis únicos aumentou em mais da metade em comparação com o último ano, com 81 milhões de novos usuários em 2016.

Uso da Internet

Como observamos no início desta análise, o destaque do relatório deste ano é que mais da metade da população mundial agora usa a internet.

Além disso, o crescimento do uso da internet continua a acelerar em todo o mundo, com números de usuários globais acima de mais de 80% nos 5 anos, desde o primeiro relatório Digital Global, lançado em janeiro de 2012.

Como é observado todos os anos, o crescimento dos usuários de internet relatados pode ser o resultado de relatórios mais precisos e oportunos, pois é representativo da adição de “novos” usuários.

Os números deste ano ultrapassam ligeiramente o crescimento no número de usuários de internet relatado no ano passado, com o aumento de 354 milhões, mais de 20 milhões em relação aos 332 milhões apresentados no relatório de 2016.

Também é satisfatório podermos analisar um valor para o uso global da internet móvel este ano também, com os dados mais recentes sugerindo que mais de 90% dos internautas do mundo estiveram online através de um dispositivo móvel.

No entanto, apesar das novas fontes de dados – e apesar de todos os ganhos impressionantes que observamos acima – acesso à internet ainda é muito desigual em todo o mundo.

Em particular, a penetração da Internet continua a ser decepcionantemente baixa no Sul da Ásia – a região mais populosa do mundo – e na África, onde menos de 1 em cada 3 pessoas acessam a internet hoje.

Com exceção da Coréia do Norte – onde a conexão da internet com o resto do mundo ainda está bloqueada – os países com os menores níveis de penetração da Internet estão todos na África.

No outro extremo da escala, as taxas de penetração da Internet estão se aproximando de 100% em vários países, com os Emirados Árabes Unidos ocupando o primeiro lugar, seguido de perto pela Islândia e pela Noruega.

Quando se trata de velocidade de acesso, as coisas estão ficando mais rápidas em todo o mundo também, embora o último relatório do Estado da Internet, da Akamai, mostre que os usuários de internet em muitos países ainda sofrem de conexões decepcionantemente lentas por meio de serviços fixos e móveis.

A boa notícia é que as conexões com a Internet móvel melhoraram consideravelmente em muitas economias em desenvolvimento, com as Filipinas, em particular, desfrutando de um salto impressionante na velocidade média de conexão móvel.

O acesso móvel à Internet mais rápido pode ser uma das razões pelas quais os filipinos gastam mais tempo na internet do que pessoas em qualquer um dos outros 29 países analisados no relatório Digital em 2017.

Os dados mais recentes da GlobalWebIndex – que foram gentis o suficiente para compartilhar seus valiosos dados publicamente novamente no relatório deste ano – mostram que o usuário filipino médio da Internet gasta uma enorme quantia de 9 horas online por dia, com contabilidade de acesso móvel para mais de três horas e meia desse total.

Pessoas em 9 dos países que analisados gastam uma média de mais de oito horas por dia usando a internet, e é interessante notar que todos esses países aparecem na parte inferior do ranking econômico associado.

A combinação de conexões móveis mais rápidas e acesso melhorado aos smartphones trouxe outra das principais descobertas do relatório deste ano: mais de metade de todas as páginas da Web são agora visualizadas em celulares.

A participação do acesso móvel no tráfego da Internet aumentou 30% em relação ao mesmo período do ano anterior, com a maior parte desse aumento vindo das economias mundiais em desenvolvimento.

Uso de Mídias Sociais

O uso de mídias sociais subiu mais de 20% em 2016, com o Facebook em particular, exibindo aumentos impressionantes, apesar de já ser a plataforma social mais popular do mundo na última década.

Quase 2,8 bilhões de pessoas em todo o mundo agora usam as mídias sociais pelo menos uma vez por mês, com mais de 91% delas usando através de dispositivos móveis.

O uso de mídias sociais cresceu 21% ano a ano, com quase meio bilhão (482 milhões) de novos usuários se inscrevendo ao longo de 2016.

Apenas cinco países responderam por mais da metade desse crescimento: a China, que registrou 134 milhões novos usuários de mídia social nos últimos 12 meses, Índia (+55 milhões), Indonésia (+27 milhões), EUA (+22 milhões) e Brasil (+19 milhões).

Os dados mais recentes mostram que 8 países em todo o mundo têm agora níveis de penetração de mídias sociais superiores a 80%, embora seja possível que os índices de penetração tanto no Qatar como nos Emirados Árabes Unidos sejam distorcidos por flutuações de curto prazo nas populações migrantes, como os indivíduos que trabalham no Qatar para ajudar a preparar o país para a Copa do Mundo da FIFA em 2020).

Uso de Celulares

Quase três quartos da população mundial agora utiliza um telefone celular, com o número total de usuários móveis globais únicos se aproximando rapidamente de 5 bilhões.

GSMA Intelligence e Ericsson relatam números ligeiramente diferentes para usuários únicos e conexões móveis ativas, mas a tendência geral é clara: telefones celulares são agora uma parte indispensável da vida cotidiana para a maioria das pessoas ao redor do globo.

Os dados mais recentes também fortemente sugerem que mais da metade da população mundial agora utiliza um celular smartphone, configurando mais um marco importante no relatório deste ano.

É provável que essa descoberta esteja diretamente ligada aos aumentos do uso da internet e das mídias sociais relatados acima, especialmente quando consideramos que os smartphones já são usados por 80% de todos os usuários ativos do Facebook em todo o mundo.

Além do mais, com o preço dos smartphones e dos planos de dados em queda contínua por todo o globo, o acesso conveniente e constante à Internet se tornará ainda mais acessível para os “desconectados”.

A Ericsson relata que os smartphones representam 55% de todas as conexões ativas – um salto considerável em relação aos 46% relatados no relatório do ano passado.

Revelou-se que 70% dos usuários de celulares do mundo pagam antecipadamente seus planos de conexão – isto é, planos pré-pagos – uma baixa no valor de 76% comparado ao relatório do ano passado.

O Android consolidou ainda mais sua posição como o sistema operacional móvel mais usado do mundo para acessar a web, já que um aumento de 8% em relação ao mesmo período do ano passado leva a parcela de páginas da web atendida acessada pelo sistema a quase 72%.

A participação dos dispositivos Apple no tráfego da web também cresceu no ano passado – embora apenas 1% -, mas a participação de outros sistemas operacionais no tráfego da web caiu mais de 40% nos últimos 12 meses, com o resultado de que o Android e o iOS agora representam mais de 91% de todo o tráfego web móvel.

Entretanto, o aumento do número de utilizadores de internet móvel, velocidades de conexão móvel mais rápidas e o aumento do uso de smartphones têm-se conjugado para proporcionar um aumento de 50% no volume de tráfego de dados.

O tráfego de dados total em todo o mundo agora ultrapassa 7 bilhões de gigabytes por mês, com o smartphone médio acessando quase 2GB de dados a cada mês.

Uso de E-Commerce (Plataformas de Comércio Digital)

É sempre complicado colocar números exatos para o valor da compra online em todo o mundo, mas eMarketerestima que havia mais de 1,6 bilhões de compradores de e-commerce em todo o mundo em 2016, gastando um total combinado de cerca de US $ 2 trilhões. Com base nesses números, o comprador médio de e-commerce gastou aproximadamente US $ 1.189 ao longo de 2016 – ou seja, o ARPU (receita média por cliente) global de comércio eletrônico já ultrapassa US $ 1.000.

Apesar das flutuações,  os dados da GlobalWebIndex indicam que o aumento no número total de usuários de comércio eletrônico nos países em estudo é de 9% ano a ano. Quando nos concentramos no comércio móvel, porém, a taxa de crescimento é ainda mais impressionante, com um crescimento médio nos mercados em nosso estudo de quase 40%.

Cenário Brasileiro

No Brasil a penetração da internet na população já atinge valores de 66%, enquanto que o número de usuários ativos de mídias sociais já alcança 122 milhões, cerca de 58% da população. O número de linhas telefônicas móveis chega a ser superior ao total de habitantes, contabilizando 239 milhões de contatos ativos.

Desde janeiro de 2016 houve um crescimento de 16% no número de usuários de internet, 18% de acréscimo nos usuários de mídias sociais, sendo que o número de acessos pelo celular aumentou em 25%. A quantidade de linhas celulares caiu em 10%.

O uso de dispositivos pela população é descrito pelo infográfico abaixo:

Já o valor de horas gastas em mídias chega a quase 9 horas por dia, sendo que quase 4 horas são oriundas de dispositivos móveis.

É interessante notar que dos 139.1 milhões de usuários de internet do país, correspondentes à 66% da população, 131.6 milhões acessam também a internet pelo celular, contabilizando 63% da população total.

A frequência do uso da internet também é impressionante, visto que 90% dos usuários acessam a internet pelo menos uma vez ao dia, ao passo que apenas 1% alega acessar a internet menos de uma vez por mês.

Embora a velocidade média da internet disponibilizada no Brasil ainda não esteja entre as mais rápidas, hoje pode-se dizer que está em níveis minimamente razoáveis, tanto para a fixa quanto para a móvel. Mas vale ressaltar também que a maioria das pessoas têm acessado a internet através dos dispositivos móveis em relação aos computadores.

Apesar disso, a maior parcela do volume de tráfego ainda advém dos computadores e laptops.

Quanto ao uso do Facebook, dos 122 milhões de usuários, 90% acessa via dispositivos móveis, sendo que 66% do total acessa ao menos uma vez ao dia. Dentre os perfis cadastrados, 54% se declara do gênero feminino e 46% do masculino.

O infográfico abaixo mostra o acesso ativo das mídias sociais no país:

Enquanto que o seguinte aponta a idade média declarada pelos usuários do Facebook:

Foi constatado que mais da metade da população utiliza seus dispositivos móveis com mensageiros eletrônicos e jogos, sendo que 65% acessa vídeos, 36% para operações bancárias e quase metade da população usa o serviço de mapas.

Já na área do Comércio Digital, 58% da população realizou pesquisas onlines para realização de compras, tendo 45% concluído a compra online.

O valor total de movimentação em E-Commerce no território nacional atingiu impressionantes 16.6 bilhões de dólares.

 

Tradução e adaptação de: Digital in 2017: Global Overview e Digital in 2017: South America.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: